terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Da fragilidade do Ser Humano, Zygmunt Bauman

Zygmunt Bauman, filósofo e teórico contemporâneo polonês, deixa-nos uma extensa obra bibliografica com reflexões sobre a sociedade e as mudanças do mundo atual. A sua principal teoria, a da "liquidez" das relações sociais abriu um vasto campo de estudos para as mais diferentes áreas, como a filosofia, a cultura, o relacionamento humano – com muito foco no individualismo e a efemeridade das relações – e até mesmo a revolução que as mídias digitais trouxeram para a sociedade moderna. No elenco das suas obras principais surgem Amor Líquido, Modernidade e Ambivalência, Ética Pós-Moderna, A Sociedade Setiada e tantas outras; talvez menos conhecida, mas não de menor relevo, On Education: Conversations wit Riccardo Mazzeo, Bauman oferece-nos, através de uma riquíssima conversa com o intelectual italiano Riccardo Mazzeo, uma reflexão sobre um tema de magna importância para o nosso futuro colectivo: para que serve a educação, num mundo onde não existem visões claras nem do presente nem do futuro, um mundo de excessos, de redundâncias, de desperdícios, de desigualdades, um mundo de desilusão para tantos jovens que veem o futuro a escapar-lhes e a remetê-los para as margens da sociedade?
No vídeo infra Bauman reflete sobre a individualização da sociedade contemporânea em entrevista exclusiva concedida a Fernando Schüler e Mário Mazzilli na Inglaterra. Democracia, laços sociais, comunidade, rede, pós-modernidade, dentre outros tópicos analisados por uma das grandes mentes da contemporaneidade.

Sem comentários: