domingo, 31 de maio de 2015

Um testemunho de resistência à propagação dos fundamentalismos


Sinopse

O novo filme de Abderrahmane Sissako é um testemunho da resistência à propagação dos fundamentalismos. Estreou no Festival de Cannes, foi nomeado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro e arrebatou os prémios franceses César. O realizador inspirou-se na história de um casal do Mali que em 2012, com trinta e poucos anos e dois filhos, foi lapidado, acusado do “crime” de não estar casado.
Não muito longe de Timbuktu, agora governada por fundamentalistas religiosos, Kidane vive no deserto com a mulher Satima, a filha Toya e Issan, o pastor de doze anos. 

Na cidade, as pessoas sofrem com o regime de terror imposto pelos fundamentalistas. A música, o riso, os cigarros e o futebol foram banidos. 
As mulheres tornam-se sombras mas resistem com dignidade. 
Todos os dias, os tribunais improvisados decretam leis e sentenças absurdas e trágicas. 
Kidane e a família têm sido poupados ao caos que reina em Timbuktu. Mas o seu destino muda quando Kidane mata acidentalmente Amadou, o pescador que matou GPS, a vaca preferida da sua manada. Kidane terá então de enfrentar as leis dos ocupantes fundamentalistas. 

Trailer

Sem comentários: