terça-feira, 19 de maio de 2015

Como educar em Ética e Segurança Digital

As crianças e adolescentes têm acesso cada vez mais cedo aos equipamentos tecnológicos. Com isso, tornam-se alunos mais tecnológicos e levam para dentro da escola essa nova realidade.  Contudo, saber manusear o equipamento  não significa que o usuário saiba fazer o Uso Ético, Seguro e Legal. É papel dos pais e da escola apoiar nesse uso consciente. Como fazer isso? A Dra. Patricia Peck explora a temática neste webinar (18.05.2015) de acordo com os temas infra.

(clique na imagem para aceder à gravação do webinar)

Temas abordados:

  1. A nova geração conectada, digital, dispersiva e imagética
  2. Proteção da Privacidade X Excesso de Exposição
  3. Quais os limites para a liberdade de expressão?
  4. Qual a idade mínima para uso dos recursos tecnológicos – da internet às mídias sociais e ao celular?
  5. Uso saudável X Vício tecnológico?
  6. Quais são os tipos de incidentes mais comuns com jovens digitais e o que fazer para prevenir e/ou para responder adequadamente?
  7. Responsabilidade legal dos pais e a “culpa in vigillando”?
  8. Qual o papel da escola no processo de educação no uso ético e seguro da tecnologia e na mediação dos conflitos digitais?


Nota Biográfica:

 Patricia Peck: Advogada especialista em Direito Digital, formada pela USP; doutoranda em Direito Internacional pela USP; com Especialização em negócios pela Harvard Business School e MBA em Marketing pela Madia Marketing School. Recebeu o prêmio “Advogada mais Admirada em Propriedade Intelectual no Brasil” em 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014. É autora de 16 obras, entre elas o livro “Direito Digital”, já em sua 6ª edição e Marco Civil da Internet. Vice-Presidenta Jurídica da ASEGI em 2014. Membro homenageada pelo IBDDIG em 2014. Árbitra do CAESP. É fundadora do Escritório Patricia Peck Pinheiro Advogados, da empresa de conteúdos Patricia Peck Pinheiro Treinamentos e do Instituto ISTART, que promove a ação “Família Mais Segura na Internet”. 

Webinar disponível em Invetialis.

Sem comentários: