sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Começa hoje o ano


Nada começa: tudo continua.
Onde ‘stamos, que vemos só passar?
O dia muda, lento, no amplo ar;
Murmura, em sombras, flui a água nua.

Vêm de longe,
Só nosso vê-las teve começar.
Em cadeias do tempo e do lugar,
É abismo o começo e ausência.

Nenhum ano começa. É eternidade!
Agora, sempre, a mesma eterna idade,
Princípio de Deus sobre o momento,

Na curva do amplo céu o dia esfria,
A água corre mais múrmura e sombria
E é tudo o mesmo: e verbo o pensamento.

Fernando Pessoa (1888-1935)

2 comentários:

Kleine Hexe disse...

Feliz Ano Novo Fá =)
Mais um!!! Profundo este Pessoa, que flui na água nua - bela escolha.
Beijinhos
Daniela

EMD disse...

Um feliz 2010 para ti e para os teus, Fátima.
Que o ano novo nos traga mais tranquilidade, apesar de que, como diz o Pessoa, «é tudo o mesmo»!
A propósito, levei-o para o BREVES.
Beijinhos para ti e para a tua "menina".
Elsa Duarte