sábado, 22 de agosto de 2009

Hora da Poesia



Quando a luz do céu aparecia
ou quando tu sabias o meu nome

Dança a tua voz no ar diurno

Quando saltam corças na lagoa
e no alto do mar tempo de arcos

Cresce a tua boca no meu peito

Quando adormecias sobre o musgo
e ao longo da tarde o sol nascia

Quando sobre a luz o vento espalha
os cumes das montanhas junto ao sol


Poema: António Reis de Macedo
Fotografia: John Harper

2 comentários:

C.P.G - GONDAR, AMARANTE disse...

Poema lindíssimo que nos remete para o fórum do íntimo, o refúgio em nós mesmos, como finalidade de obter a nossa paz interior!

Cristina Deutsch disse...

olá! Adorei seu blog! Muito bom mesmo e vou acompanha-lo. Visite os meus tambem. Abs