quarta-feira, 8 de julho de 2009

Guia de Internet para os pais



Na sequência da notícia infra, o Expresso de hoje apresenta um breve guia para os pais que passo a transcrever. Deixo ainda alguns links sobre a temática, de interesse para pais e outros educadores.





Adolescentes
- Mantenha os computadores com ligação à Internet numa área aberta, e não no quarto dos seus filhos. Saiba quais são as salas de chat ou fóruns de mensagens que os seus filhos visitam ou com quem falam. Fale com os seus filhos sobre jogos de azar online e os seus riscos potenciais. Dos 9 aos 12 anos.

- Fale com os seus filhos sobre redes sociais. A idade recomendada para aderir a estes sites é igual ou superior a 13 anos. Não os deixe utilizá-los antes da idade recomendada.

- Deixe bem claro que nunca devem aceitar encontrar-se pessoalmente com alguém que conheceram online.

- Ensine os seus filhos a não transferirem programas sem a sua autorização - sem o saberem podem transferir spyware ou um vírus informático. Dos 7 aos 8 anos

- Encoraje os seus filhos a visitar apenas sites aprovados por si.

- Crie uma conta de correio electrónico familiar partilhada no seu fornecedor de serviços de Internet, em vez de permitir que os seus filhos tenham as suas próprias contas.

- Ensine-os a falarem sempre consigo antes de revelarem informações através de correio electrónico, salas de chat ou fóruns de mensagens.

- Nesta idade, não os deixe utilizar serviços de mensagens instantâneas. Dos 5 aos 6 anos
Mantenha os computadores com ligação à Internet numa área aberta, onde possa facilmente supervisionar as actividades dos seus filhos.

- Ajude a proteger os seus filhos contra janelas pop-up ofensivas.

- Encoraje os seus filhos a dizer-lhe se alguma coisa ou alguém online os fizer sentir pouco à vontade ou ameaçados. Mantenha-se calmo. Dos 2 aos 4 anos

- Acompanhe sempre os seus filhos nas visitas à Internet. Nestas idades, os adultos têm de desempenhar um papel importante no que respeita ao ensino de uma utilização segura da Internet.

- Adicione sites aceitáveis à sua lista de Favoritos para criar um ambiente online personalizado.

- Ensine aos seus filhos a importância da privacidade. Se um site encorajar as crianças a fornecerem os seus nomes, ajude-os a criarem alcunhas para utilização online que não revelem informações pessoais.



Sem comentários: