quinta-feira, 18 de junho de 2009

Novo apelo da Agência Ecclesia


Petição pede igualdade dos professores de EMRC
E exige a suspensão do despacho assinado pelo Secretário de Estado da Educação



Está a decorrer na Internet uma petição que pede a igualdade dos professores de Educação Moral e Religiosa Católica.

Dirigida à Assembleia da República e ao Secretário de Estado da Educação, Valter Lemos, a petição lamenta o despacho assinado pelo citado secretário que prevê "que os professores de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) só possam participar na vida da escola ou ensinar outras disciplinas, para as quais têm habilitações, se não tiverem o horário completo".

A petição afirma que a Comissão Episcopal da Educação Cristã foi "surpreendida" com o conteúdo do despacho.

"Os professores de EMRC continuam a ser discriminados perante todos os outros profissionais que tal como estes fizeram a sua formação académica", afirma a petição que pretende "mostrar a força dos professores, nomeadamente os de EMRC, perante a arrogância deste governo".

A petição exige a suspensão do despacho e pretende "um diálogo equilibrado de ambas as partes".

Em cinco dias a petição online foi assinada por 1000 signatários*.
In Agência Ecclesia, 18.6.2009

Eu já assinei:


Já enviei a todos os meus contactos de e-mail e já divulguei a mesma no friendfeed, no facebook e no twitter.

* Actualização:
Às 16h00 (hoje), já ultrapassa os 1600 signatários. Em excassas horas, o número quase duplicou.

Continuamos a contar com a sua colaboração na divulgação desta petição. E desde já, obrigada pelo empenho de todos os que assinam e ajudam a divulgar mais esta injustiça da Tutela da Educação.

Sem comentários: