quinta-feira, 7 de maio de 2009

Ainda sobre "A Arte, Mestra da Vida"


A autora fala das suas motivações para escrever o livro infra mencionado em Entrevista à TSF - Rádio Notícias. Para ouvir, basta clicar no link ou na imagem infra.

Uma reflexão lúcida que nos alerta para a necessidade de (re)pensar nas medidas e nos caminhos que com elas têm sido traçados para a Educação. Medidas que maioritariamente apontam horizontes de relativização e contextualização das aprendizagens. Medidas que desta forma impossibilitam alunos de classes mais desfavorecidas aceder à cultura mais erudita e quiça, impedidos para sempre de descobrir a sua vocação.

Um livro que vale a pena ler. Uma entrevista que vale a pena escutar.


3 comentários:

Angel of Light disse...

Passei para te deixar um beijinho de Amor e Luz! Mais logo passo para ouvir com calma a entrevista.

ARTISTA MALDITO disse...

Olá Fátima

Gostei muito de ler esta publicação, penso que estas vozes que se erguem, em nome da acessibilidade à cultura pelos alunos menos favorecidos económica e socialmente, são de louvar e aplaudir.

No fim de contas a massificação não incluíu, mas excluíu.

Fiquei contente:) Afinal Maria Filomena Mónica não é uma dicotomista, como lhe chamaram, e a demonstrá-lo é a lucidez desta professora do ensino secundário.

Beijinhos
Isabel

Cristina Bernardes disse...

Gostei muito...!