sábado, 14 de fevereiro de 2009

Hora da Poesia e do Amor


É urgente o amor

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.
É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.


Eugénio de Andrade

5 comentários:

ematejoca disse...

Boa noite Fátima!
"É urgente o amor" é um dos meus poemas preferidos do Eugénio de Andrade.
Bem, eu tenho amor suficiente de toda a minha família. Sou uma mulher feliz.

Rosa Silvestre disse...

Um poema de Eugénio de Andrade, o meu preferido, que deveria fazer eco nos corações dos homens e mulheres.
Um excelente domingo, abraço RS.

BC disse...

É urgente o amor.Independentemente do AMOR.
É URGENTE TODO O TIPO DE AMOR
Muito bonito este poema de Eugénio de Andrade.
Abraço
Isabel

Manuel Fernandes disse...

Só quem não ama não sabe dessa urgência.
Domingo Feliz!

Licas disse...

Olá Fátima
Adoro este poema e coincidências das coincidências ...
Foi o que eu escolhi para escrever nuns marcadores de mesa para a festa do Dia dos Namorados (4 casais sessentões, com perto de 40 anos de casados... É bom não é?)

Beijinhos e uma Boa Semana
Licas