segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Escola: o que temos, o que queremos

(clique na imagem para ler)

Programa:
Há mais escola para lá da avaliação de professores e do Estatuto da Carreira Docente. Que escola procuramos e defendemos?
A escola inclusiva é uma miragem?
O sucesso para todos é facilitismo?
A escola é prazer, esforço ou disciplina?
Professores: profissionais livres e responsáveis ou funcionários obedientes?
Alunos: aprender como e o quê?
É urgente.....Agir sobre o que conta!


31 de Janeiro, Auditório da Escola Secundária Camões, Lisboa (Metro Picoas)


15h: Debate - Escola: o que temos, o que queremos

Com:
Luíza Cortesão (docente na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Univ. do Porto, Presidente do Insitituto Paulo Freire – Portugal)
Manuel Sarmento (docente na Universidade do Minho)


Painel de comentadores:
Isabel Salavessa (Associações de Pais e Encarregados de Educação das Escolas Inês de Castro e Avelar Brotero, de Coimbra)
Joaquim Raminhos (Director do Centro de Formação de Professores de Escolas do Barreiro e Moita)
Rosário Matos (Presidente do Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas Francisco Arruda, de Lisboa)

17h30: Sessão com representantes de movimentos e sindicatos de professores para debater futuras acções de luta

Iniciativa promovida pelo Movimento Escola Pública Igualdade e Democracia

2 comentários:

Licas disse...

Obrigada pelas suas dicas.

Para mim a Escola Inclusiva, ou não tivesse eu trabalhado directamente num projecto de escola com o "Pai" deste movimento -Mel Ainscow.
As escolas e a grande maioria dos colegas não estão preparados para este desafio, que é realemente muito grande.
Um abraço
Isabel (Licas)

licas disse...

Olá Teresa
Eu agora reli o que há pouco escrevi e o meu portiguês parece de preta.
Eu disse: "Para mim a Escola Inclusiva .... " e acabei por não dizer o que pensava dela.
A Escola Inclusiva é um movimento da Escola Moderna, com muito significado e com grandes resultados desde que as escolas estejam sensibilizadas e os professores preparados para a grande mudança. e depois concluo como conclui no post anterior:"As escolas e ....."

Desculpe a falta de rigor anterior.
Licas