quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Direitos Humanos... 60 anos a percorrer um caminho

Encetado em 1948 com a DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DO HOMEM


Uma iniciativa do SAM do blog Fênix ad eternum.

Hoje aqui (re)lembrada nos seus 30 artigos na breve animação que se segue



Mais importante do que aquilo que já foi feito e o que não foi feito é aquilo que podemos fazer aqui e agora
























AMAR

7 comentários:

Mr.Anonymous disse...

http://theufoconnection.blogspot.com/

Nina disse...

as fotos falam por si só, é na base que encontramos o caminho certo a seguir...

IC disse...

Sentimo-nos tão impotentes (e tão atónitos) perante tudo o que no mundo (e também no nosso pequeno país)podia ser feito e não é feito pelos direitos humanos... Mas a Fátima diz bem. Que cada um faça o grãozinho que lhe cabe fazer e lute de alguma forma com os que lutam por um mundo mais justo; e que amemos as nossas crianças, as quais, crescendo com amor e no amor, se tornarão homens e mulheres capazes de contribuirem para um mundo melhor. E que cada Educador não desista de educar para os valores que parecem andar tão esquecidos na sociedade de hoje.
Um abraço :)

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Ora veja, Fátima!

A pergunta que acabo de te fazer no teu outro blog está aqui respondida. Ei-la para que possas conferir:

Não te parece que tudo se resume à palavra "amor"? Amor ao próximo, amor pelo semelhante, amor pela justiça?

Por que será que sempre que se fala em Direitos Humanos, em igualdade, em respeito, em fraternidade, em amor ao próximo e tantas outras coisas ditas "humanas" acabamos sempre envergonhados e com um nó na garganta?

Realmente ainda falta demais para ser feito! Talvez se começássemos por dar mais valor à vida do que ao dinheiro, poderíamos levantar de novo a nossa cabeça.

Um abraço!

Sensata Paranóia

Vanessa disse...

Olá, estou adorando esta coletiva. é maravilhoso ver olhares diferentes sobre um mesmo tema que interessa a todos. Abraço e parabéns pelo post.

Graza disse...

Amigos e Amigas

Se há uma coisa em que acredito é na pressão da opinião pública. Os governos, embora não pareça, já lhe vão atribuindo alguma importância. Os Movimentos de Cidadãos neste formato, a nível global, são relativamente recentes, mas já vão produzindo o seu efeito, editamos aqui muita bobagem porque isto é também um divertimento, mas somos da mesma forma capazes de fazer desta ferramenta uma arma apontada à indiferença. Cada blog tem os seus níveis de leitura e quantos mais conseguirmos trazer mais exponencial será o resultado final. O Sam que vive aqui em Portugal, conseguiu por o Brasil a liderar esta blogagem colectiva, seria interessante chegar mais longe e que a próxima atingisse todo o universo da Lusofonia, os CPLP, a Francofonia etc., etc. Resumindo, é preciso acreditar, amigos!

Um fraterno abraço a Todos e a Todas.

Nota: Este comentário foi enviado a todos os participantes, pela impossibilidade de fazer um específico a cada um de vocês.

luma disse...

Acredito que a Declaração dos direitos humanos seja o ideal a que iremos chegar, com a boa vontade de todos e para isto, quem é mais consciente, deve por obrigação, tentar propagar as idéias e aplicação deste ideal fraterno. Beijus