sexta-feira, 14 de novembro de 2008

17 Perguntas a...



… HELENA DAMIÃO *



1. Melhores recordações da infância: A infinitude do tempo e do espaço.
2. O que mais aprecia nos seres humanos? A inteligência.
3. E o que mais detesta: O contrário, isto é, a estupidez.
4. Coimbra em três palavras: Uma terra desconhecida.
5. O governo em três palavras: Um grupo estranho.
6. Portugal tem futuro? Se os portugueses quiserem…
7. O melhor do mundo: A Humanidade.
8. Onde está o mal deste mundo? Onde tem estado sempre: em alguns acharem que ele, o mundo, ou uma boa parte, lhes pertence e que, sendo assim, podem fazer o que lhes apetece.
9. Três títulos para uma primeira página ideal: “A Sociedade pede à Escola que volte aos Clássicos” “Universidade afirma-se como reduto de livre pensamento” “Ciências e Humanidades é tudo a mesma coisa!” (Este último é roubado a Rómulo de Carvalho. Roubo-lho com frequência).
10. A fórmula do sucesso: Depende do sucesso. Se for do sucesso escolar: ensinar bem. Não é uma infalível, mas resulta em muitos casos.
11. Desporto favorito: Conversar.
12. Filme que gostaria de ver 10 vezes: A educação de Rita. Já o vi mais de dez vezes e hei-de vê-lo mais dez.
13. Uma data marcante (a nível pessoal): Novembro de 1980, quando cheguei a um universo novo – a Universidade.
14. Uma data marcante (país): 1562, quando saiu a primeira edição da obra completa de Gil Vicente, compilada por um dos seus filhos. O país não seria o mesmo sem o Mestre Gil…
15. Uma data marcante (mundo): Um bocado alargada: entre o século oitavo e o sexto a.C, quando os Gregos inventaram a Democracia e a Filosofia, consolidaram a Arte… Afinal, aquilo que ainda é essencial.
16. Um sonho por concretizar: Restrinjo-me ao trabalho: fazer alguma coisa perfeita, de modo que a autocrítica não me pudesse apontar qualquer erro.
17. Um pesadelo que a atormenta: Que, independentemente das políticas de direita, de centro ou de esquerda, o acesso a certos saberes continue a ser privilégio só de alguns.


*Professora da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra

In, O Despertar, 17.10.08

Sem comentários: