quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Projectos Educativos: Concepção, realização, avaliação...



Titulo: Construir o projecto educativo local: Relato de uma experiência
Autor: Maria Beatriz Canário
Colecção: Cadernos de Organização e Gestão Curricular
ISBN: 972-8353-78-2
Editora: Instituto de Inovação Educacional



ÍNDICE
I - A PERTINÊNCIA DO PROJECTO EDUCATIVO LOCAL - 1
II - O QUE É UM PROJECTO EDUCATIVO LOCAL - 3
III - UM PROJECTO EDUCATIVO LOCAL DE INICIATIVA AUTÁRQUICA - 5
IV - O PROJECTO EDUCATIVO LOCAL NO CONTEXTO PORTUGUÊS - 7
V - A CONSTRUÇÃO DO PROJECTO EDUCATIVO DA GOLEGÃ - 9
O NASCIMENTO DO PROJECTO - 9
A ELABORAÇÃO DO DOCUMENTO DO PEL
- 11
A ARTICULAÇÃO ENTRE O PROJECTO LOCAL E O PROJECTO DAS ESCOLAS - 13
O APOIO FORMATIVO E A AVALIAÇÃO DO PEL
- 15
A IMPLICAÇÃO DOS PARCEIROS NA REALIZAÇÃO DO PEL
- 18
VI - A CAMINHO DE UMA POLÍTICA EDUCATIVA LOCAL - 20
VII - CONCLUSÕES - 22
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS - 25

OBRAS CITADAS NO TEXTO - 25
OUTRAS OBRAS IMPORTANTES PARA UMA REFLEXÃO SOBRE PROJECTO EDUCATIVO LOCAL
- 25
BIBLIOGRAFIA COMENTADA - 26

*******

Adenda: O livro encontra-se on-line [aqui]

4 comentários:

Rosa Silvestre disse...

Olá Fátima, fizeste-me recordar o Instituto de Inovação Educacional da qual era sócia. Fui muitas vezes àquela biblioteca e perdia-me lá, para pesquisar aquando do mestrado em CE. Bjinhos, RS.

Professorinha disse...

Acho que esses cadernos se encontram na internet. Fiz um trabalho sobre PEs no meu mestrado... Mas olha que ainda não me convenceram das suas reais consequências...

Beijos

Fátima André disse...

Estão na internet sim, professorinha. Ainda bem que me recordaste. Vou colocar o link para o livro. Obrigada.

Quanto a consequências... acho que não podemos pensar num projecto só em termos de resultados, mas sobretudo se o processo é adequado. Se fôr, certamente produzirá os seus efeitos positivos. O pior é que as escolas ainda não respiram uma cultura de projecto embora ela esteja em todo o lado em termos conceptuais. Mas os projectos não são a construção esplendorosa de documentos. Falo de qualquer tipo de projecto, desde os PE, aos PCE e PCT.
Parece-me que não conseguimos passar tão cedo do plano das intensões... por isso, a coisa não resulta om os efeitos que muitos desejariam.
Devemos de estar de acordo neste ponto.

BlueVelvet disse...

Olá Fátima,
passei para deixar um abraço.
Beijinhos Tribais:))