terça-feira, 10 de junho de 2008

Cantai comigo um cântico novo ao dom da Vida

É Urgente

Nas armérias lilazes
(ou saudades que são, na voz do povo),
eu sonho e cantoto
das as flores do mundo
e as crianças que choram
sem brinquedos
e os que amam
sabendo que não podem ser amados
e os que vivem sem casa
onde abrigar os medos
e o direito de estar.

É preciso é urgente,
que as armérias-saudades
continuem felizes e lilazes,
e que não haja crianças sem brinquedos,
e que não chorem velhos sem abrigo,
deitados em misérias indiscretas,
e que o sonho não morra
ou enlouqueça
nos olhos dos poetas.

Mariano Calado
in "A Fuga do Silêncio"

Imagem: Armérias do Guincho, Cascais

Nota: Não sei se é sacrilégio revelar aqui uma Boa Nova. Mas é por AMOR! Estas 80 armérias (não estão a vê-las todas na foto, mas elas estão lá) representam as 80 lindas primaveras do autor deste poema. Parabéns! Um abracinho amigo.

6 comentários:

RENARD disse...

Este Senhor que, infelizmente, não conheço pessoalmente está de Parabéns não só pela bonita idade a que chegou como pela filha lindíssima que criou e que é hoje um dos membros desta nossa linda tribo!

Parabéns ao Senhor Calado!

Beijinhos a todos

Raul Martins disse...

E eu também canto, ainda que rouca a minha voz, mas toda a "tribo" junta as dissonâncias não se notam. É essa a vantagem de estarmos em unissono.
Parabéns ao poeta avó, pai, amigo!

Teresa disse...

Salvé o dia 10. Junho 1928, Mariano Calado.
Parabéns pelos 80 anos e também pela poesia de que tanto gostamos.

Saudacoes natalícias de Düsseldorf!

Maria do Carmo Cruz disse...

Eu só tenho isto para dizer: "Se eu pedesse, gostaria de, aos 80 anos, ser como o Pai Mariano". E pronto!
Obrigado por existir. E por deixar que a gente o conheça. Um beijo da Avó Pirueta

BC disse...

Fátima!
Deixei aqui um comentário de
manhã, para todos, e só agora vi que não tinha passado, ainda bem que vim aqui outra vez.
Já não sei bem as palavras exactas, mas vou repetir.
Nunca sai como da primeira vez.
O MEU MUITO, MUITO OBRIGADA A TODOS VOCÊS PELA GENEROSIDADE E PELA LEMBRANÇA.
GOSTO MUITO DE TODOS VÓS.
BEIJINHOS PARA TODOS E CARPE DIEM.
AGORA ESPEREM PELA VOSSA SURPRESA

E DESCULPEM, MAIS UMA VEZ MAS EU DEIXEI A MENSAGEM, PODERÁ AINDA APARECER, MAS NÃO CREIO

Fátima André disse...

Isabel, em nome da nossa "teia", agradeço-vos de coração, a generosidade da partilha. Bem haja!