terça-feira, 13 de maio de 2008

A melhor oferenda


Mil vezes grata Isabel pelo poema.
A melhor forma que encontrei para agradecer tudo o que SOU e implorar força, coragem e perseverança para continuar a sonhar com aquilo que eu gostaria de ser!






Eu hoje sonhei que queria ser uma
MÃO
para poder partilhar a vida com alguém.
Eu hoje sonhei que queria ser a
ÁGUA
para poder dar de beber a alguém.
Eu hoje sonhei que queria ser uma
FLOR
para poder colorir e perfumar o ar.
Eu hoje sonhei que queria ser uma
POMBA BRANCA
para poder levar a paz a alguém.
Eu hoje sonhei que queria ser
OS OLHOS
para poder ser a vista de alguém.
Eu hoje sonhei que queria ser a
BOCA
para poder falar para alguém.
Eu hoje sonhei que queria ser uma
ESTRADA
para poder indicar o caminho a alguém.
Eu hoje sonhei que queria ser o
SOL
para poder aquecer alguém
Eu hoje sonhei que queria ser uma
ESTRELA CADENTE
para poder realizar os desejos de alguém.
Eu hoje sonhei que queria ser uma
FADA
para poder dar felicidade às crianças
Eu hoje sonhei que queria ser um
SORRISO
Para alegrar alguém.
Mas, eu hoje também sonhei que queria ser eu mesma para continuar a fazer alguma coisa por alguém......
Isabel Cabral

8 comentários:

Raul Martins disse...

Pelos lados da Isabel há indícios de que este é um dia especial para si. Não sei se é pelo onomástico, como fazem os espanhóis, ou se é por ser o seu aniversário. De uma ou de outra... os meus parabéns... se não por mais nada... parabéns por fazer parte das nossas vidas.
Um sorriso africano!

Fátima André disse...

:)
Tem tudo a ver. A Isabel já acertou.

Um sorriso Alentejano :)

Teresa disse...

Bom dia, Fátima!
Até que enfim que entro aqui outra vez.
O comentário faco mais tarde. Ainda nao estou bem acordada.
Um beijinho!

Fátima André disse...

Birrisses das tecnologias. Ainda bem que já passou :)
Obrigada pela presença assídua.

Carmo Cruz disse...

F�tima, que bom ler este retrato. Porque � de um retrato que se trata. O de algu�m que n�o p�ra de sonhar nem de querer ser melhor, diferente, e que tem a grande coragem de se aceitar como � porque o que lhe interessa � sendo ela mesma, poder algo pelos outros. Sei que � muito o teu retrato, desejo que muitos de n�s nos possamos rever nele. Obrigada, Isabel
Para todos os que rev�em ou desejem rever-se no retrato,um abra�o caloroso (a temperatura aqui est� alta...) da Carmo

Teresa disse...

Olá Fátima!
Fez anos ontem?
Nao escrevo mais, que a minha neta, Ema, acordou-
Até hoje à noite!

Fátima André disse...

Carmo,
obrigada pelas notícias sempre quentinhas aí de Luanda. Adoro tudo o que escreve. Cada texto é uma lição de vida. É uma delícia. Uma bênção.
Também gosto muito do que a Isabel escreve. É também daquelas pessoas que fazem a diferença da nossa vida. Visite-as no blogue "sletras". Tenho o link aqui no meu blog, mas se ciclar no nome da Isabel Cabral vai lá parar.
bjos.

Teresa,
Os parabéns são para a mãe do Céu.
Aqui segue um beijinho para a Ema... outro para si.

BC disse...

E, como o prometido é devido aqui estou eu para agradecer, tanto à Fátima porque publicou esse texto,feito de cabeça já na cama e no outro dia foi só passá-lo para o computador, é assim que eu funciono.
Quanto ao ter-me alertado para o comentário da Carmo Cruz,também um muito obrigada pelo elogio ao meu retrato como o diz.Sou simplesmente
uma pessoa que gosto de ver e fazer
os outros um bocadinho mais felizes
com os meus sorrisos que já vêm de menina, sempre fui assim.
Sempre procurei dar a mão a alguém,
quando é preciso.
Acredito que podemos fazer do nosso
mundo um cantinho melhor.
Os meus sorrisos para longe, pois penso, pelo que percebi que está em ÁFERICA