domingo, 18 de maio de 2008

Inquietações Pedagógicas



Se o que tens a dizer não é mais belo que o silêncio, então cala-te.

Pitágoras



Imagem: [aqui]


As três peneiras

O pequeno Raúl saiu da escola a correr, chegou a casa muito excitado e, depois de beijar a mãe, exclamou:
- Já sabes o que dizem do António?
- Espera um pouco, tem paciência. Antes de principiares, lembra-te das três peneiras…
- Mas quais peneiras, minha mãe?
- Sim; vais ouvir e saberás. A primeira chama-se verdade. Tens a certeza de que é certo o que me queres dizer?
- Não; se é certo, não sei.
- Vês?... E a segunda chama-se benevolência. Será benevolente, será boa, essa notícia?
- Não, minha mãe, não é boa.
- E a terceira chama-se necessidade. Será necessário repetires tudo isso que te contaram desse teu camarada e amigo?
- Não, minha mãe.
- Pois se não é necessário, nem benevolente, e talvez nem seja verdade, entendo que é preferível, meu filho, calares a tua boca.

In Os contos de António Botto (1942).

17 comentários:

Teresa disse...

Cá estou outra vez, Fátima, mas faz-me bem pensar noutra coisa, apesar que as palavras daquele poema me ficaram impregnadas no meu coracao.

Há dias escrevi no blogue do ccz:
"Se nao podes falar sobre uma coisa, cala-te"
Claro que o que Wittgenstein quis dizer uma outra coisa do que o Pitágoras, mas veio-me à ideia.

Eu já conhecia esta história do António Botto, mas gostei de a ler mais uma vez. Eu sou uma grande
admiradora da poesia dele, que é para mim uma das melhores poesias que conheco.

Que alegria pertencer a este "por um mundo melhor", apesar de eu estar tao longe de ser como vós.
Um sorrisinho muito triste!

Fátima André disse...

Teresa,
O importante não é o ponto onde nos encontramos, é o caminho que queremos trilhar para chegar à meta. De lá veremos a beleza do caminho e ficaremos extasiados por a alcançar. Mas o importante é o caminho que queremos fazer. Se o seu caminho for o BEM, não está longe, nem perto, está no caminho certo. No caminho da perfeição.
Ponha em tudo o que faz Amor. Nada mais lhe será exigido.
Fique bem. Ânimo. Muita coragem para vencer a dor.
Um abracinho colorido, da cor do meu arco-íris.

BC disse...

Fátima, mais uma vez as linhas cruzam-se.Sempre actual este belo texto do António Botto.
A sua amiga Teresa ficou sentida com o meu poema.
E EU VOU RESPONDER-LHE DAQUI:
Olhe Teresa mais que as palavras que nos comovem e nos ficam impregnadas no coração, todos temos amigos, e as mãos e os ombros deles também são importantes, mesmo estando longe, estamos todos longe mas á distância de um click,
como diria a minha amiga Isabela Afra.
Os meus sorrisos para as duas!
Bom domingo
Vou buscar flores para levar para o meu Alentejo (de adopção)

Fátima André disse...

O NOSSO Alentejo :)
Boa viagem!

Teresa disse...

Olá Fátima:
Tenho estado a tentar o que me pediu, sem sucesso.
Acho que me enganei no seu @mail.
Aqui está o meu: teresa.hoffbauer@arcor.de.
Mande-se o seu e assim já fico com ele no arquivo dos @mails.
Até já!

Fátima André disse...

Tento de seguida. Até já.

Teresa disse...

Já recebeu o Canto das Gaivotas?

Fátima André disse...

Teresa, não recebi nada. Aguardo.

Teresa disse...

Diga-me entao o que devo fazer.
Ainda quero mandar hoje!

Fátima André disse...

Já lhe respondi. bjos.

Teresa disse...

Para onde me respondeu?
Desde que tentei mandar-lhe o video,nao entro no meu @mail.
Cada vez estou mais encrenca.

Fátima André disse...

Teresa, respondi para o seu mail, chegaram imagem maravilhosas de Dusseldorf, mas o vídeo não chegou. Fique tranquila, não tem importância.

Teresa disse...

Oh Fátima desculpe incomodá-la, mas eu gostaria de tentar outra vez. Assim é que aprendo.

Carmo Cruz disse...

Meninas,
vocês viram mesmo, mesmo, o que têm estado a fazer na troca destes comentários? Vocês têm estado, generosamente, a partilhar o que sabem fazer com alguém suficientemente Grande para, com humildade, pedir para aprender.
Obrigada, Senhor, pelas coisas boas da Tecnologia, que nos permitem encontrarmo-nos a toda a hora para dizer "olá", "gosto de ti", "olha o que eu li e que amei ler", "sabes como se coloca um dvd no poste?"
E a darmos o ombro, o coração e as nossas orações a quem delas precisa. Que bom! Deus nos dê a força e a capacidade para usar este Bem para o Bem e a reduzir cada vez mais a possibilidade de o usar mal.
Um beijo grato para todas da Carmo

Fátima André disse...

Carminho,
que bom sentir a sua presença todas as manhãs. Mesmo no silêncio, ela é sempre uma delícia. Sendo que as suas palavras são sempre um bálsamo. Enchem o meu arco-íris de mais brilho.
Um abraço para Luanda.

Fátima André disse...

Assim como é uma delícia recebê-la ao anoitecer... o reencontro tem sempre a mesma chama... :)
Um abracinho.

Raul Martins disse...

Parábola para a vida! Parábola para a vida!