sexta-feira, 21 de março de 2008

O princípio sem fim


Ainda que as trevas proclamem vitória,
o grande segredo da noite
é estar grávida do amanhecer.

Ainda que o poder exerça o domínio,
o humilde segredo das sementes
é conterem o futuro.

Ainda que a injustiça se espalhe,
o surpreendente segredo da verdade
é quem a ama e por ela dá a vida.

Ainda que a violência esmague,
o sublime segredo da farinha
é tornar possível o pão.

Ainda que os amigos vacilem,
o firme segredo do amor
é fazer do perdão uma porta aberta.

Ainda que as lágrimas irrompam,
o sereno segredo da paz
é dar horizontes ao coração.

Ainda que as prisões desesperem,
o subtil segredo da liberdade
é quebrar todas as pedras de sepulcro.

Ainda que o fim se imponha
o feliz segredo de Jesus
é dar-nos eternidade.

Jesus Ressuscitado,
revelas o meu ser verdadeiro,
mistério total só
no abraço do Pai,
mas cheio desta certeza
de ser amado
porque me amas até ao fim.

Em Ti,
sou amanhecer
para abraçar e partilhar o que é belo;
sou semente
para morrer e dar vida em meus gestos;
aspiro à verdade
para que a vontade do Pai aconteça;
sou farinha
para que ninguém morra de fome;
quero amar
para que tudo seja milagre;
escolho a paz
para que os abraços vençam as armas;
luto pela liberdade
para que todos tenham luz;
e sigo-Te
para multiplicar os princípios
que a tua Páscoa
inaugurou no tempo!

Vitor Gonçalves

2 comentários:

ARTE POR UM CANUDO disse...

Obrigado pela ajuda e por tudo o que aqui se diz.votos de uma óptima e FELIZ PÁSCOA.

Fátima André disse...

Muito obrigada pelas cordiais palavras de apreço por este espaço.
O conhecimento só faz sentido se for partilhado. É a principal função deste espaço.
Depois da Páscoa, votos de renovada esperança :)