sábado, 29 de dezembro de 2007

Hora da Poesia



Mundo entretecido

de luz e esperanças
que acordam todas as manhãs
nos rostos
de quem quer ser co-construtor
de mais um dia, outro e outro
transformar
inventar, descobrir …

gente que faz o mundo girar
soltando gemidos de dor
lamentações ecoando
perdidas no horizonte
moribundas palavras desnudadas

gente que faz o mundo girar
pela sua alegria de viver
sorrisos rasgados de esperança
de ser amado e de amar.

Fátima André – Alenquer, 29.7.2004

Sem comentários: