quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Advento, a Esperança e o Sonho a (Re)nascer



"Ela dará à luz um Filho
e tu pôr-lhe-ás o nome de Jesus."


Mt 1, 21


Lugar ao sonho

Acredita na permanente força dos sonhos impossíveis
que desafiam a vida arrumada e certinha dos teus planos,
e ainda que tentem encher-te a mente e o coração de mil coisas inúteis
responde com a ousadia de José que recebeu Maria sua esposa.

Confia para além das evidências e dos silogismos,
porque as verdades materiais apetecíveis à posse,
trazem alianças em que trocas a alma e diminuis a esperança
e ainda que te prometam liberdade e sucesso (que mascaram escravidão)
não recuses como Acaz os sinais que Deus te envia.

Maravilha-te com o sonho de Deus entrar na história humana,
fazer-se "Deus connosco" quando nos dá mais jeito um "deus para nós",
criança que vira do avesso os sonhos e dá asas à alma
rindo-se dos ares empertigados e sisudos dos zangados com a vida,
e acolhe a sua intromissão amorosa como Maria e José.

Vai ao encontro dos que estão sós para encontrares o Menino
pois as luzes, as músicas, as prendas, e até as liturgias e os incensos,
podem esconder os verdadeiros presépios do mundo
que não pedem a tua pena, nem a tua esmola, nem a tua indignação
antes o calor da tua presença de seres "homem e mulher com Deus"

Sonha com laços mais simples e fraternos das pessoas,
capazes de vencer o isolamento e a desconfiança,
onde o cuidado e o reconhecimento derretem o gelo
e revelam a grandeza e sublimidade de cada um,
e arrisca confiar como Deus que nasce frágil e dependente
porque traz um sonho para realizar connosco.

P. Vítor Gonçalves (Natal, 2007)

Sem comentários: