sábado, 17 de novembro de 2007

Hora da Poesia

© ana.viana_armilagens4

Já que hoje só temos falado de Literatura, da Literatura à mesa... e como sempre é hora de um bom aperitivo da palavra, de Poesia... aqui fica um excerto de mais uma obra poética de Ana Viana. Bom apetite!

Somos palavras com que se nomeia o indizível/
e pela descodificação de nós passa o entendimento/
do que em nós é e nos transcende

mas não somos apenas palavras soltas/
somos sílabas que às vezes se completam noutras/
somos frases inteiras onde se sintetizam os mistérios/
histórias também/
versões novas de um livro antigo que connosco se vai escrevendo

um texto invisível/
ao qual pertencemos em vários planos/
a um tempo sílabas, frases e histórias/
cruzadas noutras/
num poema longo/
onde se enrolam e desenrolam toadas dissonantes/
como vagas

(...)

Ana Viana, In por dentro das palavras... o tempo, 2003

Sem comentários: